Seguidores

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

PROJEÇÃO DA NOTA DE CORTE DO TPS 2015

Caros alunos e alunas, candidatos e candidatas, como prometido, começarei hoje a sequência de projeções diárias para a nota de corte do TPS 2015. Desta vez, demorei um pouco mais para iniciar a divulgação por duas razões principais: o acúmulo de tarefas e de respostas às centenas de mensagens que tenho recebido, sempre muito gentis, e a necessidade de aguardar a estabilização do ranking.

Antes de divulgar a projeção, gostaria de fazer algumas considerações importantes. O TPS 2015 tem características muito peculiares. Embora tenha retomado o número de 300 aprovados, inclui aprovados por cotas raciais pela primeira vez (não podemos confundir com o sistema anterior de reserva de vagas, cujas vagas eram excedentes e não incluídas dentro do total de aprovados). Dessa forma, qualquer projeção precisa ser muito criteriosa, para que não compare alhos com bugalhos. TPS que aprovava 100 pessoas não é comparável ao que aprova 300, TPS que aprova 300 sem cotas raciais não é comparável ao que aprova 300, com 60 vagas para cotas raciais. Ainda assim, o que há de mais semelhante é o TPS de 2014: 73 questões, todas de C/E, com o mesmo número de questões por disciplina que o de 2015.

Minha projeção está baseada no ranking do Clipping CACD, que, até o momento, tem o maior número de notas. Trata-se, portanto, do ranking mais confiável disponível. Sempre é importante lembrar que há algumas imprecisões que afetam o resultado, por exemplo: algumas notas repetidas; algumas notas dos cotistas são suficientes para a aprovação em ampla concorrência - o que necessariamente as tira do sistema de cotas; algumas notas parecem subestimadas demais e outras superestimadas. Ainda assim, esses problemas não nos impedem de se chegar a uma faixa de nota de corte provável com credibilidade.

A projeção do corte não segue uma sequência linear. Não se descobre o corte pela posição 225 do ranking nem pela média das notas. O cálculo é um pouco mais complexo, mas, geralmente, certeiro. Quanto mais notas no ranking, maior a possibilidade de chegarmos ao número correto. Vamos aos números:

PROJEÇÃO PROVISÓRIA - RANKING COM 419 NOTAS 

FAIXA DA NOTA DE CORTE: 45,5 a 47
CENTRO DA FAIXA DA NOTA DE CORTE: 46,25
APOSTA DA NOTA DE CORTE: 46,5

Considerando as possibilidades de alteração de gabarito, a faixa de alcance da nota de corte pode ser de até cinco pontos. Em 2014, por exemplo, foram alterados4,5 pontos de 73. Em 2015, considerando os debates sobre erros de gabarito, o número de alterações não deverá ser muito diferente. Tenham em mente que a alterações de gabarito não elevam a nota de corte, mas, sim, invertem a posição dos candidatos. Os candidatos não melhoram seu desempenho em conjunto. 

Sempre se pode perguntar: 46,5 foi a nota de corte com 100 aprovados no TPS, não está muita alta para 225 da ampla concorrência? Sim, está, mas devem-se considerar os seguintes pontos: a) a faixa do corte inicia em 45,5, portanto, abaixo, de 2014; b) um ranking com mais notas levará a resultados diferentes e à redução da projeção da nota de corte, por isso a importância de continuarmos alimentando o banco de dados do Clipping CACD; c) mesmo em provas de estrutura idêntica, as médias podem subir ou baixar de acordo com o grau de dificuldade da prova.

Assim, minhas primeiras indicações se baseiam nas faixas de alcance com os gabaritos invertidos, de acordo com os seguintes critérios.

QUEM PODE ENTRAR NA LISTA DE APROVADOS

ZONA CINZA CLARA: de 42 a 43 pontos
ZONA CINZA: de 43 a 44,5 pontos
ZONA CINZA ESCURA: de 44,5 a 46 pontos

QUEM PODE SAIR DA LISTA DE APROVADOS (LISTA REGRESSIVA)

ZONA CINZA CLARA: de 49,5 48 pontos
ZONA CINZA: de 48 de 46,5 pontos
ZONA CINZA ESCURA: de 46,5 a 45, 5 pontos.

É altamente recomendável que aqueles que estão dentro dessas faixas prossigam com a preparação. Aqueles que têm chances mais remotas não podem desistir, sob pena de serem surpreendidos com o resultado positivo às vésperas da segunda fase. Atualmente, apenas ser aprovado na segunda fase, com nota baixa, não resolve. As 22 vagas não perdoam desempenhos medianos.

Boa sorte a todos e a todas!




3 comentários:

Nefertary A. disse...

Preciso de um coaching a partir de novembro para a prova do ano que vem.
Mas vi que o site do Atlas está desatualizado.
Como procedo? Ele ainda existe (o curso Atlas)?
Grata!

Maurício Costa disse...

O Coaching continua sendo oferecido por mim.
Acesse no: www.dialogodiplomatico.com

Anônimo disse...

Gostaria de saber se essa transferência de candidatos cotistas para as vagas da ampla concorrência vale realmente para a classificação no TPS (em vez de para a aprovação final). Afinal, o que está escrito no edital é:

"Os candidatos negros que tenham optado por concorrer às vagas reservadas e que sejam aprovados
dentro do número de vagas oferecido à ampla concorrência não preencherão as vagas reservadas a
candidatos negros."

Não se fala nada de TPS, mas de "aprovados dentro no número de vagas". Não seria o caso de entender que essa transferência ocorre apenas no resultado final (30 vagas)?