Seguidores

sábado, 8 de setembro de 2007

DICAS PARA A PROVA DE INGLÊS NO TPS

Inglês foi, desde o princípio, o obstáculo mais significativo durante o meu processo de preparação. Tive de investir muitas horas de estudo, alguns milhares de reais em aulas particulares e, acima de tudo, mais do que estudar para a prova, eu tive de ESTUDAR A PROVA.

É muito importante aprender a lidar com as provas de inglês do CESPE. Não importa qual seja o concurso, o candidato deve fazer todas as provas de inglês que estiverem disponíveis no site do CESPE, seja nível médio, seja nível superior.

Preposições são temas recorrentes das questões de múltipla escolha. Estude o máximo que puder, é algo que só pode ser estudado decorando a regência dos verbos.

É essencial praticar interpretação de textos com o modelo de questões de C/E. Obrigue seu professor a aprender e se especializar no estilo CESPE de prova. É fundamental o treino e a repetição.

Para adquirir vocabulário, leia os jornais on line em inglês com um dicionário eletrônico aberto para sanar as dúvidas. Se o candidato ler, por exemplo, uma reportagem do New York Times por dia durante três meses, o salto de qualidade do seu inglês será enorme. O importante é que seja feito com atenção e com a disposição de aprender.

Por fim, o uso de bons dicionários, o mais útil é o Oxford Collocations, e aulas com um bom professor particular fazem toda a diferença. Meu resultado no TPS só foi alto porque meu resultado em inglês foi acima do esperado (7,2 de 10 pontos possíveis).

Peço desculpas aos que acham as dicas óbvias, mas estão dirigidas aos que têm grande dificuldade com a língua inglesa.

4 comentários:

Anônimo disse...

Mais um excelente texto do rapaz lógico-racional! hehe
Grandes dicas, mas eu só queria aqui declarar minha paixão, até agora inconfessada, pelo Oxford Dictionary of Collocations. Eu não escrevo uma redação sem ele!

bruneira@yahoo.com.br disse...

Olá, M-A-C. Parabéns pelo blog.
Apenas para me situar melhor em relaçao às suas dicas de inglês, gostaria de saber qual era mais ou menos o seu nível quando começou a estudar direcionadamente para o concurso. Pois quando você diz que tinha dificuldades com a matéria talvez seja um critério de exigência pessoal, algo subjetivo, nao sei se me explico bem. Pelo que vi nas provas anteriores, e pela própria análise da bibliografia, parece que exigem um nível advanced (Oxford - seria o 4 de 5) no concurso. Você concorda comigo? Ou seja, as suas dicas seriam válidas para quem precisa dar um pulo de um nível first, por exemplo, ao advanced? Pergunto isso porque este é exatamente o meu caso, e inglês é o meu calcanhar de aquiles. Obrigada!

Anônimo disse...

M-A-C,tenho a mesma dúvida da bruneira: qual era seu nível de inglês?? Tenho um nível intermediário, considerando-se que sei um pouco mais além de i am, you are, he is....mas muuutiiito fraco ainda.

Parabéns pela iniciativa!!

Anônimo disse...

M-A-C,

Gostaria de saber como posso obter AMPLA informaçao acerca da carreira de diplomata. Estou meio "perdida", pois nao sei a quem recorrer. Nao obtenho qualquer resposta do IRBr quando escrevo para eles. Necessito saber detalhes da carreira e o recurso a páginas de internet em busca de respostas às minhas dúvidas nao tem sido de grande ajuda.
Agradeço se você puder me ajudar nisso.
Atenciosamente,
Helga