Seguidores

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

DICAS PARA GEOGRAFIA, DIREITO E ECONOMIA NO TPS

Estou de volta, finalmente, após o duríssimo período de provas no IRBr. Para não perder tempo e não fazer suspense, completarei a série de textos sobre as matérias do TPS com um texto único, que discute as três matérias que foram incluídas na primeira etapa. Como diria Jack, o estripador, vamos por partes.

GEOGRAFIA

A prova de geografia do TPS é bastante previsível. As provas do CESPE restringem-se à bibliografia indicada, cobram conceitos previsíveis (o que não significa que sejam fáceis) e se dedicam muito à parte histórica da geografia e à política de limites. Para o TPS, acredito que há cinco leituras que podem garantir o gabarito da prova, respectivamente:

Projeto de Ensino de Geografia(Geral e do Brasil)-Regina Araújo e Demétrio Magnoli: não existe nenhum livro mais conciso, completo e fácil de ler. As edições são atualizadas, os dados exatos e o livro é abrangente. Todos os conceitos, todos os temas, todos os pontos do programa estão lá. Leitura imprescindível até mesmo para a terceira fase!

Por uma outra Globalização-Milton Santos: não é um leitura agradável em termos de sintaxe(rsrs). Também acredito que muitos de vocês não concordarão com os pressupostos do autor, mas não querem saber se concordamos ou não! Os conceitos apresentados neste livro foram cobrados em todos os TPS's em que geografia estava presente. Imprescindível.

Brasil, Território e Sociedade no Limiar do Século XXI-Milton Santos e Maria Laura Silveira: os quatro primeiros capítulos são fundamentais, pois neles se desenvolvem os debates sobre o meio natural, o meio técnico, o meio técnico-científico e o meio técnico-científico-informacional. Esses são conceitos fundamentais, não sabe-los é "morte certa".

O Corpo da Pátria-Demétrio Magnoli(introdução, último capítulo e conclusão): não existe nenhum livro melhor para política de limites. O autor "disseca" todos os tratados de fronteira do Brasil, um a um, com todos os países, nos mínimos detalhes, com datas e textos. Imprescindível.

DIREITO

Eu acredito que seja a matéria mais difícil de se estudar para uma prova objetiva. As doutrinas são contraditórias e a própria bibliografia é contraditória. O maior cuidado necessário é saber que NÃO É UMA PROVA DE DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO APENAS, mas também de DIREITO CONSTITUCIONAL, DIREITO ADMINISTRATIVO E DIREITO INTERNACIONAL PRIVADO. O ponto positivo é que há muitas provas do CESPE, em que tais tópicos são cobrados, disponíveis no site. O melhor a fazer é resolver exercícios, tirar as dúvidas e se adequar ao padrão da banca, como se deve fazer para a prova de português. Indicarei algumas leituras básicas que podem viabilizar e resolver maiores problemas para a prova(utilizei todos os livros que indicarei em concursos do CESPE e deu certo, passei em todos).

Direito Internacional público: curso elementar-Francisco Rezek: o manual está atualizado, é viável de ser lido em pouco tempo, é excelente em direito dos tratados e dá uma boa visão dos outros pontos do programa. Foi o responsável pelos meus 73 em direito na terceira fase de 2007!

Curso de Direito Constitucional Positivo-José Afonso da Silva: é um manual grande, mas muito didático e fácil de ler. O ideal é se concentrar nos tópicos recorrentes: controle de constitucionalidade, competências constitucionais e processo legislativo, por exemplo.

Direito Administrativo- Maria Sylvia Di Pietro: excelente manual, claro, objetivo e relativamente conciso. Resolve todos os problemas com este tópico do programa, que certamente aparecerá no TPS.

Lei de Introdução ao Códgio Civil: direito internacional privado e cooperação judiciária são temas que fazem parte das preocupações acadêmicas da banca da terceira fase (meus professores) e não me surpreenderia que aparecessem no TPS. É melhor estudar, nunca se sabe...

PS:temas jurídicos da integração regional têm alta probabilidade de aparecerem na prova...

ECONOMIA

Esta prova vai ser a mais difícil, tenham certeza disso. A prova será analítica do ponto de vista crítico e matemático. Podem ter certeza de que será necessário avaliar itens que se refiram a um gráfico ou a uma tabela, que incluirão desde avaliações de relação entre os dados com o método econômico até equações(as básicas, que constam de qualquer manual). A concepção da prova de economia mudou com a nova banca. Vamos às leituras recomendadas.

Introdução à Economia: princípios de micro e macro economia-Mankiw: um manual de economia "for dummies". De acordo com nosso professor, membro da banca da terceira fase, tem tudo de básico que é preciso saber sobre economia. Decorem-no, inclusive as equações(não estou exagerando);

Formação econômica do Brasil-Celso Furtado: dispensa apresentações. Aposto cinco reais que vai aparecer no TPS. É clássico da história econômica do Brasil;

A Ordem do Progresso: 100 anos de política econômica republicana-M. P. Abreu: indiscutivelmente um dos melhores livros sobre a história econômica de todos os governos republicanos. Cada plano é discutido em detalhe. Leiam! Se não o lerem todo, leiam pelo menos os capítulos sobre as política econômica dos últimos 50 anos;

Economia Brasileira Contemporânea-Amaury Gremaud e outros: este livro é muito bom. É simples, objetivo, de fácil leitura e ajuda MUITO, inclusive em história econômica. Diria que é uma boa primeira leitura que facilita a assimilação dos temas mais complexos dos manuais seguintes.


Espero ter ajudado, meu caros. O Diálogo Diplomático segue cumprindo seu compromisso de auxiliar os candidatos de todos o Brasil, principalmente os que estão fora dos grandes centros de preparação. Em janeiro e fevereiro disponibilizaremos mais material no grupo de e-mails, bem como publicaremos textos voltados para programa do concurso. Abraço a todos e bons estudos!

6 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia,
Gostaría apenas de postar que, é extremamente útil essas dicas vocês nos disponibilizam sobre os livros mais utilizados. A bibliografia é extensa e, sabemos a importância dela porém, para quem está iniciando os estudos, a seleção dos autores é fundamental. Aguardarei as dicas bibliográficas das outras disciplinas, principalmente história geral e do Brasil.
Abçs.

M-A-C disse...

Meu caro,

Você não precisa aguardar por nada, pois este texto foi o último de um série de todas as matérias. Está tudo no blog.
Abraço.

wahrer disse...

Queria agradecer a vocês que, tendo já obtido sucesso nesse duro processo de seleção, se preocupam em auxiliar os candidatos. Senti vontade de expressar a minha gratidão, já que essas dicas e todas essas discussões fazem a diferença para aqueles que, como eu, estão fora dos grandes centros, dos grandes cursos preparatórios, longe dos grupos de estudo.
Sinceramente: obrigado.

Anônimo disse...

Queria agradecer a vocês que, tendo já obtido sucesso nesse duro processo de seleção, se preocupam em auxiliar os candidatos. Senti vontade de expressar a minha gratidão, já que essas dicas e todas essas discussões fazem a diferença para aqueles que, como eu, estão fora dos grandes centros, dos grandes cursos preparatórios, longe dos grupos de estudo.
Sinceramente: obrigado.

Emerson disse...

Prezados
Fiquei duas vezes na 1a fase do Concurso em Inglês. Gostaria de dicas nessa matéria. Também gostaria de saber onde existem cursos preparatórios para este concurso. Até onde sei aqui em Porto Alegre não há nenhum.
Atenciosamente
Emerson
e-mail:emerson.skrabe@yahoo.com.br

Carolina disse...

Olá!
Estou morando em Brasília para me dedicar aos estudos para a carreira diplomática. Gostaria, se possível, receber algumas indicações e informações sobre cursos preparatórios em Brasília. Até agora, a única indicação que tive foi do curso JB. Porém, gostaria de obter outras opções de cursos mais completos, que ofereçam ao aluno uma intensa preparação! Meu email é: mcabrao@hotmail.com Muito Obrigada!