Seguidores

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Tratados de Limites - História do Brasil


#diplomacia #diplomata #cacd #cacdista #historiadobrasil #tratadosdelimites

Os alunos do Coaching Avançado do Diálogo Diplomático aprendem, revisam e escrevem sobre o século XVIII, em história do Brasil, como nos casos concernentes aos tratados de limites e às trocas territoriais. Começamos com o Tratado de Utrecht de 1713, cujo contexto tratou da Guerra de Sucessão Espanhola. No ano de 1715, o segundo Tratado de Utrecht foi assinado. Anos depois, em 1750, assinou-se o Tratado de Madri. Aqui, utilizou-se a lógica do “uti possidetis”, em que as terras relacionadas no tratado pertenceriam àqueles que as ocuparam primeiro. Dessa maneira, o Centro-Oeste, o Vale Amazônico, os Sete Povos das Missões e a Colônia do Sacramento estiveram em jogo durante o período supracitado. Em 1761, Portugal e Espanha assinaram o Tratado de El Pardo. Em um período de Guerra dos Sete Anos, anulou-se o Tratado de Madri. Em 1777, foi assinado o Tratado de Santo Ildefonso. Querem conhecer o que aconteceu em Ildefonso? Querem saber quais regiões ficaram com Portugal e quais ficaram com a Espanha? O professor Maurício Costa (@malcosta) pode ajudá-los. Mandem um e-mail para contato@dialogodiplomatico.com.


 

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Uso dos porquês - Português/Redação


#diplomacia #diplomata #cacd #cacdista #portugues #redacao #escrita

Os alunos do Curso de Redação do Diálogo Diplomático, ao estudarem a distinção entre “por que”, “porquê”, “por quê” e “porque”, preparam-se tanto para a prova de português, na primeira fase, como para a redação, na segunda fase. Ademais, inseri-los corretamente em uma dissertação pode ajudar a fundamentar a argumentação daquilo que se escreve. Vamos diferenciá-los por meio de exemplos? “Porque”, junto e sem acento, é utilizado em frases afirmativas, as quais introduzem causa/explicação. “Por que”, separado e sem acento, é introduzido em frases interrogativas. “Porquê”, junto e com acento, é inserido como substantivo, no momento em que o vocábulo que o antecede for um artigo. “Por quê”, separado e com acento, é aplicado no final de período. Consequentemente, podemos imaginar uma conversa entre dois amigos que estudam para o CACD: - Por que aprender os porquês da nossa língua materna parece ser tão complicado? Indago, por quê? - Recomendo que você acesse as redes sociais do Diálogo Diplomático, porque foi feita uma postagem a respeito desse tema. Saibam, caríssimos seguidores, que o professor Maurício Costa (@malcosta) pode auxiliá-los para as diferentes fases e disciplinas do CACD. Por isso, não deixem de enviar um e-mail para contato@dialogodiplomatico.com.


 

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Café - Economia


#diplomacia #diplomata #cacd #cacdista #economia #brasileira #cafe

No Programa de Coaching do Diálogo Diplomático, ao estudar economia brasileira, tem-se contato com o café. Estima-se que esse produto tenha chegado ao Brasil na primeira metade do século XVIII e que, inicialmente, tenha sido plantado no norte do país. Historicamente, o café fez parte de uma enorme fatia das exportações brasileiras. Além disso, há vários exemplos de sua participação ao longo da história, como a queima ocorrida no primeiro governo Vargas. Economicamente, pode-se afirmar que ele é um produto estruturado no mercado da concorrência perfeita, na medida em que o mercado cafeeiro contém muitos produtores, incontáveis consumidores, é homogêneo (não existe diferenciação brusca nos produtos oferecidos) e não existem barreiras para entrar ou sair do negócio. O assunto não se esgota aqui. Vocês gostariam de conhecer melhor as distintas fases e matérias do CACD, futuros secretários? O professor Maurício Costa (@malcosta) pode contribuir com a sua preparação. Contatem-nos: contato@dialogodiplomatico.com.


 

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Meio Ambiente - Política Internacional


#diplomacia #diplomata #cacd #cacdista #politicainternacional #meioambiente

Os alunos do Coaching Avançado do Diálogo Diplomático não só conhecem as bases dos tópicos do edital, como também são atualizados. Ao escrever a respeito do meio ambiente, em política internacional, eles aprenderão assuntos como a Convenção para a Preservação de Animais, Pássaros e Peixes da África; a Convenção para a Proteção dos Pássaros Úteis à Agricultura; a Convenção para a Preservação da Fauna e da Flora em seu Estado Natural; a Conferência da Biosfera; a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente Humano; a criação do Programa das Nações Unidas para Meio Ambiente; o Tratado de Cooperação Amazônica; a Convenção de Viena sobre a Camada de Ozônio; o Protocolo de Montreal; a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento; a Rio+20. Podemos perceber que não faltariam argumentos para a realização de uma prova de terceira fase. Gostariam de saber como redigir textos de acordo com o padrão de correção da banca do CACD, aspirantes ao serviço exterior brasileiro? O professor Maurício Costa (@malcosta) pode cooperar. Enviem uma mensagem para contato@dialogodiplomatico.com.


 

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Logística - Geografia


#diplomacia #diplomata #cacd #cacdista #geografia #logistica #transporte

Ao estudar geografia no Programa de Coaching do Diálogo Diplomático, analisa-se que, em virtude dos avanços tecnológicos, a logística pode ser empregada mediante distintos meios de transporte. Tal possibilidade permite sua descentralização, pois passa a ser viável planejá-la em um ambiente, desenvolvê-la e finalizá-la em outros. Entendam, além disso, que, antes da tomada de decisão, alguns fatores serão levados em consideração, como a distância, a exigência e o valor daquilo que se carrega. As opções variam entre as conduções aérea, rodoviária e marítima. O transporte aéreo, a despeito de ter elevados preços, consegue levar produtos de alto valor de forma rápida e segura. Ao depender da localização, da necessidade e do valor do produto, no entanto, o transporte rodoviário pode ser a melhor escolha, dado que existem inúmeras rodovias que conectam as diferentes regiões do Brasil. Em contrapartida, em uma hipótese na qual se deseje atravessar o Oceano Atlântico, com a finalidade de levar grandes quantidades de produtos, tais como aqueles armazenados em contentores, o transporte marítimo pode ser a via preferencial para a deslocação. Querem aprender a redigir um texto segundo as exigências da banca? O professor Maurício Costa (@malcosta) pode colaborar. Escrevam para contato@dialogodiplomatico.com.


 

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Imunidade Diplomática - Direito Internacional


#diplomacia #diplomata #cacd #cacdista #direitointernacional #imunidadediplomatica

Ao treinar questões discursivas no Coaching Avançado do Diálogo Diplomático, aprende-se como funciona a imunidade diplomática, em direito internacional. CACDistas, vocês conhecem a proteção que terão no exterior assim que tiverem a primeira remoção? A princípio, deve-se saber a respeito da Convenção de Viena de 1961 sobre Relações Diplomáticas, porquanto ela representa os privilégios e as imunidades obtidos por funcionários de missões diplomáticas. Posteriormente, é preciso estudar a diferença entre o Estado acreditante e o Estado acreditado, a missão diplomática e quem a chefia, as funções exercidas por um diplomata, o “agrément”, o significado e as consequências de ser considerado “persona non grata”, as imunidades recebidas pelas pessoas que acompanham o diplomata ou que trabalham com esse representante do Estado brasileiro, ainda que desempenhem tarefas diferentes das dele. Se serve de motivação, futuros secretários, ao sair do Brasil para trabalhar, vocês poderão ter privilégios previdenciários, fiscais e alfandegários. Para matricularem-se em nossos cursos de Coaching e/ou Redação, com o professor Maurício Costa (@malcosta), redijam um e-mail para contato@dialogodiplomatico.com.


 

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Oriente Médio - História Mundial


#diplomacia #diplomata #cacd #cacdista #historiamundial #orientemedio

No Programa de Coaching do Diálogo Diplomático, o professor Maurício Costa (@malcosta) orienta seus alunos quanto às origens dos tópicos do edital, como Oriente Médio, em história mundial. Para esse ponto, todo CACDista deve conhecer conteúdos tais quais o fim do Império Otomano e suas repartições, as religiões islâmica, judaica e cristã, a Declaração Balfour, o Acordo Sykes-Picot, o movimento sionista, a Liga Árabe, a criação do Estado de Israel, a Guerra de Suez, a Organização para a Libertação da Palestina, a Guerra dos Seis Dias, a Guerra do Yom Kipur, os Acordos de Camp David, a Revolução Iraniana, a Intifada, a Guerra entre Irã e Iraque, a Guerra do Golfo, o Acordo de Oslo, entre muitos outros eventos. Todos esses fatores ajudam o candidato a entender a conjuntura política que ocasionou, por exemplo, a Primavera Árabe e, mais recentemente, o acordo entre Israel, Bahrein e Emirados Árabes. Se você, caríssimo candidato, almeja uma preparação que abranja as diferentes fases e matérias do CACD, não hesite em entrar em contato conosco: contato@dialogodiplomatico.com.