Seguidores

quarta-feira, 21 de abril de 2021

Concordância Verbal - Português/Redação


#cacd #diplomacia #diplomata #concordanciaverbal #gramatica #portugues #redacao #linguaportuguesa

A concordância é o processo sintático segundo o qual determinadas palavras se relacionam às palavras de que dependem. Essa relação formal chama-se “flexão” e ocorre quanto a gênero e a número (nos adjetivos – nomes ou pronomes), números e pessoa (nos verbos). Regra geral: o verbo concorda com seu sujeito em pessoa e número. Os alunos demonstraram muita disposição. (CP: eu mostrei, você (ou ele) mostrou, nós (eu e...) mostramos...). Se o sujeito for simples, o verbo concorda em gênero e número: O professor pediu maior assiduidade. A pontuação deve ser aprendida por todos. Os servidores do Ministério concordaram com a proposta. Quando o sujeito for composto, o verbo vai para o plural e para a pessoa que tiver primazia, na seguinte ordem: a 1a pessoa tem prioridade sobre a 2a e a 3a; a 2a sobre a 3a; na ausência de uma e outra, o verbo vai para a 3a pessoa: Eu e Maria queremos passar no CACD. Eu, você e João somos concorrentes. O professor e os alunos chegaram juntos. Observação: Por desuso do pronome vós e respectivas formas verbais no Brasil, tu e ... leva o verbo para a 3a pessoa do plural: Tu e o teu colega devem (e não deveis) ter mais calma. Algumas questões frequentemente suscitam dúvidas quanto à correta concordância verbal. Por essa razão, o Curso de Redação do Diálogo Diplomático faz um trabalho detalhado na preparação do CACDista, o qual envolve interpretação, compreensão, gramática e modelo de escrita demandados pela banca examinadora. Interessaram-se? Não deixem de escrever-nos.


 

Avaliação Global


Muitos candidatos não conseguem mensurar seu nível de preparação, o que provoca lacunas duradouras em seu conhecimento. Por esse motivo, o Diálogo Diplomático oferece a Avaliação Global. Nessa modalidade, serão avaliadas todas as habilidades em exercícios objetivos e discursivos. Após a entrega das tarefas, o aluno terá um encontro individual com o professor Maurício Costa, a fim de receber o diagnóstico de seus resultados. Se você deseja tornar-se diplomata, não perca essa oportunidade! Aguardamos o seu contato.


 

terça-feira, 20 de abril de 2021

Dia do Diplomata


Na data de hoje, dia 20 de abril, comemora-se o Dia do Diplomata. Logo, vocês sabem quem é o diplomata e o que ele faz? Inicialmente, precisa-se saber que este dia se refere ao nascimento de José Maria da Silva Paranhos Junior, o Barão do Rio Branco, considerado o patrono da diplomacia brasileira. Atualmente, aqueles que desejam ingressar no serviço exterior brasileiro têm uma árdua jornada pela frente, por meio do chamado Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata. Nessa preparação, os candidatos estudam português, inglês, espanhol, francês, história do Brasil, história mundial, geografia, economia, política internacional, direito interno, direito internacional. Quem é aprovado no concurso inicia um curso de formação no Instituto Rio Branco. Em seguida, os novos secretários são lotados no Ministério das Relações Exteriores, denominado Palácio Itamaraty, para, enfim, terem a sua primeira remoção ao exterior. Queridos seguidores, nós do Diálogo Diplomático parabenizamos os diplomatas brasileiros pelo seu dia, assim como pelo excelente trabalho realizado em benefício do nosso país. Se você também espera tornar-se um dos representantes das relações internacionais do Brasil, nós oferecemos cursos de coaching e redação. Contate-nos. * Foto retirada do Facebook do Ministério das Relações Exteriores.




 

Utrecht - História Mundial


#cacd #diplomacia #diplomata #historiamundial #portugal #espanha #franca #tratado #utrecht

Ao receber orientação de estudo em história mundial, no Programa de Coaching do Diálogo Diplomático, obtém-se conteúdo para as fases objetiva e discursiva do CACD. Futuros diplomatas, vocês sabem o significado dos Tratados de Utrecht? Essa compreensão é obtida assim que se estuda a Guerra de Sucessão Espanhola, no início do século XVIII. Naquele contexto, monarquias europeias buscavam direitos relacionados à Coroa Espanhola, tendo em vista que o Rei Carlos II havia morrido sem deixar herdeiros. Após disputas que envolveram não só o trono, como também questões territoriais, iniciaram-se as negociações de paz. Como resultado, os Tratados de Utrecht foram assinados. É comum, queridos seguidores, ver candidatos errarem itens de C/E ao confundirem datas e países. Recomendamos, portanto, que vocês entendam que esses diálogos ocorreram nos anos 1713 e 1715. Enquanto aquele incluiu Portugal e França, cujo desfecho foi o estabelecimento de fronteiras entre Brasil e Guiana Francesa, o que definiu os limites do Amapá, este contou com a participação de Portugal e Espanha, acordo em que a Colônia de Sacramento foi negociada. Nessa negociação, Sacramento ficou com qual nação, futuros secretários? Em nossos cursos, vocês recebem orientações que abrangem leituras, revisões, exercícios, simulados, dicas e técnicas de prova. Para mais informações, não hesitem em comunicar-nos.


 

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Licitações e Contratos - Direito Interno


#cacd #diplomacia #diplomata #direitointerno #licitacoes #contratos #lei8666/1993

O Coaching Avançado do Diálogo Diplomático mantém seus alunos atualizados no que concerne à inserção de itens no edital. Para exemplificar, perguntamos se vocês, futuros secretários, já tiveram contato com licitações e contratos, na matéria de direito interno. Em síntese, trata-se da negociação de propostas que sejam vantajosas para a Administração Pública. Informamos, ademais, que essas transações estimulam a concorrência entre empresas, que podem ser tanto nacionais como internacionais, e indivíduos. Para fins de CACD, recomendamos que se conheça a Lei 8.666/1993, uma vez que, por meio desta, o candidato compreenderá as normas gerais sobre licitações e contratos administrativos pertinentes a obras, serviços, compras, alienações e locações no âmbito dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Em nossos cursos, igualmente, o CACDista aprende a recorrer aos artigos da lei supracitada, com o propósito de preparar-se para as diferentes fases do concurso, principalmente no que se refere à prova discursiva. Ao aplicar o artigo 42 em uma argumentação, por exemplo, o candidato apresentaria que “Nas concorrências de âmbito internacional, o edital deverá ajustar-se às diretrizes da política monetária e do comércio exterior e atender às exigências dos órgãos competentes.”. Gostariam de aprender a escrever conforme o padrão de correção da banca examinadora da segunda e terceira fases? Falem conosco.


 

quinta-feira, 15 de abril de 2021

Era Vargas - Economia


#cacd #diplomacia #diplomata #economia #eravargas #formacaoeconomicabrasileira

Tal como em história do Brasil e em política internacional, o Programa de Coaching do Diálogo Diplomático prepara seus alunos nos estudos em relação à economia da Era Vargas. Inicialmente, precisa-se conhecer o objetivo industrial do governo Getúlio Vargas. Logo, no plano interno, de forma a industrializar-se, surge o denominado processo de “substituição de importações”. Como resultado, foi estabelecido controle cambial, tarifa, crédito, subsídio, já que a meta se baseava no estímulo à produção nacional. Vocês sabem quais eram as funções do Banco do Brasil naquele contexto, CACDistas? No plano externo, por outro lado, o Brasil decretou moratória, que é a suspensão do pagamento da dívida externa. Afinal, alegava-se que não somente a crise de 1929, como também a derrubada do preço do café eram fatores que haviam prejudicado as arrecadações brasileiras nos anos 1930. Apesar desses impasses, o Brasil soube tirar vantagens no contexto internacional, como em seus acordos com os Estados Unidos e a Alemanha. Vocês conhecem o princípio de “Equidistância Pragmática”, futuros diplomatas? Em nossos cursos, o candidato tanto estuda sobre o conteúdo de cada disciplina quanto aprende a conectar conceitos, a fim de enriquecer os argumentos de seu texto, haja vista a multidisciplinaridade do edital. Se vocês buscam uma preparação completa para o CACD, nós podemos ajudar. Escrevam-nos.


 

quarta-feira, 14 de abril de 2021

Concordância e Regência - Português/Redação


#cacd #diplomacia #diplomata #portugues #linguaportuguesa #redacao #gramatica #concordancia #regencia

Na segunda fase do CACD, os erros de concordância e regência são, felizmente, menos frequentes do que a maioria daqueles que se referem aos demais critérios de correção formal. A análise detalhada de espelhos de prova corrigidos demonstra que os erros de concordância são ainda menos frequentes do que os erros de regência. Os erros de concordância decorrem, em sua maioria, da falta de atenção do candidato ou da falta de revisão do texto final, entretanto, há erros que decorrem de construções sintáticas que suscitam dúvidas em relação às regras de concordância verbal e concordância nominal. Os erros de regência, por sua vez, decorrem da confusão entre as diferentes preposições de acordo com seus diferentes significados do mesmo verbo. Muitas vezes, usam-se verbos transitivos diretos como se fossem transitivos indiretos ou invertem-se a regência e o significado do verbo. A grande dificuldade na preparação em relação à regência nominal e verbal é a de que é necessária a memorização do verbo ou do nome e da preposição, no caso dos verbos transitivos indiretos, e da inexistência de preposição, no caso dos verbos transitivos diretos. No Curso de Redação do Diálogo Diplomático, todas essas análises são estudadas, a fim de que o candidato escreva de acordo com o que é exigido pela banca. Por isso, permitam-nos colaborar no aperfeiçoamento de sua escrita. Temos matrículas abertas, contatem-nos.